Trabalhar em outro país: confira quais são as melhores dicas

A verdade é que tem muita gente interessada em saber como é possível trabalhar em outro país. Os motivos podem variar desde uma insatisfação com o Brasil até mesmo a ideia de ter uma qualidade de vida melhor ou maiores salários.

O que importa é saber que isso é totalmente possível e a gente tem várias histórias reais de brasileiros que hoje trabalham no exterior. Agora, será que tem como aprender a fazer isso de forma legal? Essas dicas podem dizer muito sobre isso. Veja só!

ANÚNCIO
Trabalhar em outro país: confira quais são as melhores dicas
Foto: (reprodução/internet)

O que é preciso para trabalhar em outro país

Uma das primeiras coisas a se pensar sobre trabalhar em outro país é justamente sobre o que é preciso para isso. Basicamente, tem que pensar no trabalho, não é? O que permite a você ir trabalhar em outro país hoje em dia?

Trabalhar em outro país: confira quais são as melhores dicas
Foto: (reprodução/internet)

A solução pode ser variada. Mas, sem dúvidas, para os brasileiros, há pelo menos duas ideias que podem ser aconselháveis. A primeira é sobre encontrar empresas que fazem a contratação de brasileiros e levam eles para trabalhar no exterior.

Em um segundo ponto, a gente tem a ideia de encontrar empregos em outro país por contra própria, o que é totalmente possível hoje devido à internet. A gente vai detalhar um pouco mais dessas ideias nos próximos tópicos. E depois tem outras dicas, leia. 

ANÚNCIO

Empresas que “exportam” funcionários

Essa opção é a mais difícil de conseguir. Porém, é a que mais traz vantagens para o brasileiro que quer trabalhar no Canadá, nos Estados Unidos, na Austrália, na Tailândia, na Europa ou qualquer outro lugar do mundo. Então, vale a pena conhecer.

Trabalhar em outro país: confira quais são as melhores dicas
Foto: (reprodução/internet)

Basicamente, algumas empresas fazem negociações com outras empresas ou mesmo subsidiárias e filiais para mandar o brasileiro para o exterior. O bom é que a empresa custeia todo o gasto e ainda permite vários benefícios, como auxílio-moradia.

Há casos de pessoas que conseguiram ir com a família toda para outro país para trabalhar de lá. Para conseguir o mesmo resultado, você tem que encontrar empresas que fazem e parceria e permite esse tipo de trabalho no exterior. 

Empregos no exterior por conta própria

A outra ideia é um pouco menos vantajosa, só que também é possível. Nesse caso, você tem que usar sites de empregos com vagas fora do Brasil e se candidatar às oportunidades. O mais comum é que sejam plataformas que permitem a contratação de estrangeiros. 

Trabalhar em outro país: confira quais são as melhores dicas
Foto: (reprodução/internet)

Então, dá para fazer praticamente todo o processo online, como entrevistas e envio de currículo. A dica é evitar cair em armadilhas e golpes, já que isso também tem sido comum de acontecer aqui no Brasil e em outros países sul-americanos.

Sabendo disso, você pode ir em sites de países como Itália (Trovo Lavoro), da Inglaterra (CV Library), da Espanha (Infoempleos), da Fraknça (Keljob), da Irlanda (Recruit Ireland) ou mesmo em sites que tem vagas em vários países, como é o caso do Indeed. 

A viagem de turismo (para encontrar emprego)

Uma terceira opção, que a gente acabou nem citando acima, mas pode ser ideal para você é aproveitar a sua viagem de turismo para encontrar um emprego no exterior. Nesse caso, porém, é preciso ter um planejamento prévio para não deixar tudo para a última hora.

Trabalhar em outro país: confira quais são as melhores dicas
Foto: (reprodução/internet)

Saiba que o seu visto vai ser de apenas 90 dias. Então, você terá no máximo 3 meses para fazer o que é preciso. Mas, o que é preciso? Encontrar um emprego. Nesse caso, mesmo que esteja lá, você pode usar a internet a seu favor ou simplesmente bater na porta de empresas.

A gente acabou deixando essa dica para o fim porque é bastante raro que as empresas do exterior, mesmo as internacionais, façam contratações de alguém que não esteja legalizado no país. Logo, o ideal é contatar as empresas antes da sua viagem de turismo.

O contrato de trabalho no exterior

Independente da forma ou de que jeito você vai trabalhar no exterior, saiba que estar regularizado é o melhor caminho, sempre. Logo, você vai precisar ter um visto de trabalho, que é a forma legal de fazer isso. Então, vamos aprender alguns passos importantes.

Trabalhar em outro país: confira quais são as melhores dicas
Foto: (reprodução/internet)

Para isso, terá que apresentar documentos comprobatórios e em alguns casos fazer o teste de proficiência também. Em seguida, vem o contrato de trabalho, que é o que mais pode negar o seu pedido de visto de trabalho no exterior. 

Há ainda algumas empresas ou países que exigem os diplomas, certificados e grade curricular. Desse modo, é muito importante que você tenha por trás uma assessoria jurídica, seja da própria empresa que contratou você ou mesmo se for uma empresa particular. 

A hospedagem ao trabalhar em outro país

Esse é um ponto que gera muita dúvida nas pessoas e por isso criamos um tópico só para ele. Considere que quem atua em outro país pode sim buscar hospedagens, sejam casas alugadas ou albergues, de forma independente. No entanto, nem sempre essa será a melhor ideia.

Trabalhar em outro país: confira quais são as melhores dicas
Foto: (reprodução/internet)

O que se indica é que você tenha uma relação direta com a empresa, seguindo as dicas e parcerias que ela tem. Isso fica mais fácil na hora de comprovar os gastos com as hospedagens do que se você usar o Airbnb ou o Tripadvisor, por exemplo. 

Vale lembrar que em alguns casos o valor da hospedagem é limitado pela empresa. E em outros, esse valor não é acrescido como vantagem, sendo que o custo é todo por conta do trabalhador. Por isso, atente-se a hospedagem, até mesmo porque ela exige o visto de trabalho.

Os melhores países para trabalhar

Agora você viu algumas dicas sobre como encontrar emprego em outro país. Porém, ainda não sabe quais os melhores países para os brasileiros trabalhar. É isso que faremos nesse tópico, vamos lá? Comece por pensar em você e depois veja as opções que temos aqui.

Trabalhar em outro país: confira quais são as melhores dicas
Foto: (reprodução/internet)

Portugal é visto como ótimo país para quem não quer perder o idioma. Afinal, a língua portuguesa de Portugal é bem próxima do português do Brasil. Ainda assim, existem vantagens como o IDH bem alto, a qualidade de vida, etc. Na lista de preferências dos brasileiros, a gente ainda tem como opção:

  • Estados Unidos (o lugar onde tem mais brasileiros trabalhando);
  • Uruguai (um ótimo país, só que tem uma política que não agrada a todos);
  • Argentina (é um bom país para brasileiros, mas nem sempre para trabalho);
  • Japão (é um dos países asiáticos com mais brasileiros trabalhando);
  • Itália (devido a descendência, muitos brasileiros vão para lá);
  • Irlanda (tem um vínculo com o Brasil devido aos programas de estudos);
  • Austrália (assim como a Irlanda, é um bom lugar para estudantes brasileiros).

Outra ideia pode ser Taiwan, que se destaca por ter um custo de vida bem menor do que no Brasil. Isso permite assistência médica e segurança que são pontos importantes para brasileiros. Para quem visa a Europa, vale a pena estudar Espanha e República Tcheca também.

O idioma oficial do país (ou o inglês)

A próxima dica tem um pouco a ver com o que falamos sobre ir trabalhar em Portugal. Ainda que você pense em usar o português como idioma principal, saiba que não dá para sair do Brasil sem ter uma segunda língua fluente, está bem?

Trabalhar em outro país: confira quais são as melhores dicas
Foto: (reprodução/internet)

Portanto, pense em melhorar o seu inglês, pelo menos. Além disso, dá para pensar em outros idiomas, como francês ou até mesmo as línguas orientais. A dica é focar no inglês porque é a língua mundial, mais usada em todos os países do mundo.

Fora isso, saiba que em aeroportos internacionais você vai ter que se virar falando além do português, está bem? Ah, e outra coisa: raramente uma empresa vai mandar para outro país alguém que não tenha uma segunda língua fluente no currículo.

O currículo adaptado para o exterior

E já que falamos do idioma, considere que você vai precisar ter um currículo totalmente adaptado para o trabalho no exterior. Esse currículo profissional internacional tem que ser pensado nos mínimos detalhes e nada de usar o Google Tradutor, viu.

Trabalhar em outro país: confira quais são as melhores dicas
Foto: (reprodução/internet)

Ele precisa ser autêntico e seguir os modelos exigidos pelos mercados de trabalho de cada país. Vale a pena relacionar as informações para aquele cargo que você está concorrendo, além de evitar os erros gramaticais. Aliás, esses erros são inadmissíveis.

As informações de contato são importantes, especialmente, o e-mail e o telefone. Além do mais, há formatações que são padronizadas em níveis internacionais e também precisam estar de acordo. Para todo caso de vaga no exterior, o seu currículo será usado.

O custo de vida e o salário no exterior

Só para terminar o conteúdo, a gente optou por trazer aqui uma reflexão. Considere que o custo de vida em cada país acaba sendo mais importante do salário médio que você vai receber. Isso porque existem lugares, especialmente europeus, que são bem caros de viver.

Assim, 1 mil euros podem significar mais de R$ 6 mil. No entanto, 1 mil euros para viver em alguns países da Europa pode ser pouco, ainda que R$ 6 mil no Brasil seja muito. Entendeu? Por isso, sempre tenha em mente fazer essas contas entre custo de vida e salário.

ANÚNCIO