Certificações: um caminho para deslanchar na carreira profissional

Passou o tempo que ter um diploma de graduação era o segredo para o sucesso profissional. Hoje em dia, o mercado de trabalho está bem mais versátil. Por isso, é importante estar atualizado sobre as tendências das empresas e o que está sendo visado no momento. Nem sempre ser formado vai garantir um bom emprego. 

Falando nisso, atualmente temos as certificações profissionais. Para algumas profissões, não é tão importante ter o ensino superior. O que isso quer dizer? A experiência no mercado e algumas especializações podem valer muito mais do que a vivência acadêmica. Quer saber mais sobre o que tem movimentado o mercado? Continue lendo este conteúdo. 

ANÚNCIO
Certificações: um caminho para deslanchar na carreira profissional
Fonte: (Reprodução/Internet)

Veja o que vai encontrar por aqui:

  • Como funcionam as certificações;
  • Quais são as vantagens para o profissional;
  • Quais certificações são as mais recomendadas.

O que é certificação

A certificação é um reconhecimento de que um profissional tem determinada capacitação ou qualificação. Diferente do diploma, ela não é obtida no ensino superior. Os profissionais que mais trabalham com esse método são os de Tecnologia da Informação. Apesar da graduação ser importante, as empresas valorizam ainda mais quem tem certificações. 

Certificações: um caminho para deslanchar na carreira profissional
Fonte: (Reprodução/Internet)

Um fato curioso é que alguns recrutadores até chegam a contratar candidatos sem diploma, desde que ele esteja focado em tirar as certificações. Isso também é muito comum em empresas de publicidade e marketing. Grandes páginas como Google, por exemplo, oferecem essas qualificações, e os profissionais que possuem conseguem ficar bem à frente dos demais.

ANÚNCIO

Para as empresas, é interessante contar com um colaborador que seja expert em uma determinada área. Isso gera confiabilidade nos negócios, além de atrair o olhar de empresas parceiras. Nem se fala o quanto isso é ainda mais vantajoso para o profissional, né? Favorece o currículo, tornando-o altamente competitivo. 

Como funcionam 

Para ter uma breve noção, grandes companhias como Microsoft, Google e Oracle oferecem certificações concorridas no mercado. Geralmente, as marcas ficam credenciadas a escolas especializadas ou centros educacionais de universidades. Os instrutores dão aulas, que podem ser presenciais ou online, e ao final aplicam uma prova. 

Caso o profissional passe na prova, obterá a certificação. Se o contrário acontecer, o aluno sai sem aptidão. É comum que essas certificações sejam cobradas em dólar, ou seja, não são baratas. Portanto, é importante se dedicar para não pagar um absurdo e ainda sair sem a qualificação desejada.

É através da certificação que as empresas vão entender que você tem a experiência que elas estão buscando. Sobretudo na área de tecnologia, em que tudo muda muito rápido. Lembrando que a prova é aplicada por instituição reconhecida a nível internacional. No ramo de TI, as mais conhecidas são Thomson Prometric e Pearson Vue. 

Qual é a importância

Como já foi dito, graduação e até mesmo dominar um pouco o inglês não tem sido mais suficiente, principalmente quando falamos de TI. A graduação e a fluência em um segundo idioma pode até colocar o profissional no ambiente competitivo, mas não lhe garante o destaque.

Certificações: um caminho para deslanchar na carreira profissional
Fonte: (Reprodução/Internet)

Com o passar do tempo, o mercado tem ficado cada vez mais exigente e difícil. As grandes empresas estão à procura de reconhecimento não só nacional, mas internacional também. Por essa razão, podemos dizer que, em alguns casos, a certificação vale mais do que diploma de nível superior. 

Afinal, as certificações são avaliações internacionais. Quando o profissional passa na prova, o seu reconhecimento é dado também no exterior. Em qualquer lugar que o colaborador estiver, a sua qualificação vai atender a demanda, seja dentro ou fora do Brasil. Já com o diploma, não são todos os países que aceitam o processo de validação. 

Quais são os requisitos para tirar certificação

O requisito principal para tirar a certificação é ter conhecimento básico sobre o assunto que deseja se especializar. Muitas pessoas se enganam achando que precisam ser graduadas para tentar obter a qualificação. Isso vai depender do que cada instituição internacional exige, mas não é uma regra. 

Existem certificações que não colocam o diploma de nível superior como uma condição. Por isso, é importante pesquisar e se informar sobre o assunto. Já saiba que as escolas especializadas oferecem diversos níveis de certificação. Existe nível recomendado para profissionais que estão iniciando a carreira. 

O ideal é ir conquistando aos poucos e ir elevando o nível, até se sentir seguro para tentar certificações mais complexas. É válido ficar atento que, conforme a certificação tiver maior peso no mercado de trabalho, mais caro é o seu valor. Os cursos de níveis iniciantes, recomendados para quem tem menos conhecimento, tendem a ser mais baratos.

Por que os profissionais precisam ter

Agora que já entendeu como funcionam as certificações, saiba os motivos que as tornam tão importantes. O primeiro deles é que o mercado de trabalho passa a oferecer melhores e maiores oportunidades. Sem dúvidas, o currículo fica mais atrativo aos olhos dos recrutadores. Com a certificação, a ficha profissional toma proporções fora do Brasil também. 

Certificações: um caminho para deslanchar na carreira profissional
Fonte: (Reprodução/Internet)

Ainda, o profissional passa a ter credibilidade perante as empresas, incluindo na que ele trabalha. Embora possam existir colaboradores que façam bem suas tarefas sem uma qualificação, a certificação coloca o colaborador em evidência. É um respaldo de que a pessoa está preparada tecnicamente para desempenhar as funções. 

Além disso, o profissional passa a ter reconhecimento ajudando até mesmo a construir um case na carreira. Inserir informações sobre as qualificações em páginas como o Linkedin, por exemplo, faz com que ele se torne disputado e visado pelos recrutadores. Podemos citar também benefícios diferenciados e promoções no local de trabalho. 

Ter um conhecimento único 

O que torna um profissional bom no mercado é ter qualificações que só ele pode oferecer. A maior vantagem de ter certificação é justamente obter o conhecimento. Independente da companhia que estiver, a técnica e experiência é do profissional e pode ser levada para qualquer lugar que ele for. 

Um fator interessante é que com mais qualificação, a possibilidade de ter oportunidades para gestão e cargos altos é ainda maior. Convenhamos que é o sonho da maioria dos profissionais atingir sucesso na carreira, mas poucos estão realmente dispostos a se sacrificar para isso. Obter certificação é uma das formas de crescer nesse sentido. 

O colaborador que tem qualificações se destaca dos colegas. Assim, estará aumentando as possibilidades de ascensão dentro da empresa. Caso o empregador não reconheça esse avanço através da certificação, o profissional tem respaldo de barganhar uma eventual promoção. Claro, desde que obtenha resultados também. 

Quais certificações não podem faltar no currículo 

Com tantas opções de certificação profissional, será que existem aquelas que não podem faltar no currículo? A resposta é sim. Vamos falar sobre elas agora. Como foi dito anteriormente, o ideal é começar por um certificado básico e evoluir conforme for acumulando experiência no mercado de trabalho. 

Certificações: um caminho para deslanchar na carreira profissional
Fonte: (Reprodução/Internet)

A primeira indicação é o Green Belt. Trata-se de uma certificação que abrange Six Sigma e Lean. Através dessa qualificação, o profissional está apto para exercer performance melhor na empresa, ajudando a otimizar processos. O colaborador com Green Belt é indicado para gerenciar projetos, treinamentos, controle de processos e resolução de problemas.

Ainda tem o MOS, Microsoft Office Specialist, que é uma ferramenta básica que serve para qualificar o profissional em programas como Excel, Word e PowerPoint. Qual grande empresa não trabalha com pelo menos um desses recursos? Além de ser reconhecida no exterior. O colaborador que domina esses programas consegue se destacar da concorrência.  

Facebook Ads e Google Analytics 

O Facebook ADs e o Google Analytics são certificações famosas e que a maioria dos profissionais que trabalham com tecnologia e marketing digital procuram. Ter domínio sobre as ferramentas do Facebook pode ser uma mão na roda para ter parcerias com marcas, fazer anúncios e tráfego. 

O Facebook tem uma plataforma própria, a Blueprint Academy, em que é possível encontrar diversos cursos que emitem certificados, atestando o conhecimento dos profissionais. A certificação da rede social também é internacional. Já o Google Analytics e o Google Ads capacitam os profissionais para gerar conversões e fazer campanhas assertivas. 

Google e Facebook são uma das empresas de tech mais bem sucedidas do mundo. Quem conseguir uma certificação dessas que citamos, estará muito bem no mercado de trabalho. Outros exemplos de certificações da Google são:

  • Certificação em análise no Google Ads;
  • Certificação em vídeo do Google Ads;
  • Certificação em Rede de Pesquisa do Google Ads;
  • Google Analytics Individual Qualification;
  • Certificação em anúncios de Shopping;
  • Certificação em Rede de Display do Google Ads.

Plataformas de BI 

Por fim, também é recomendado a certificação em plataformas de BI. Se acha que só tem ferramenta para quem é da tecnologia, se enganou. Quem atua no ramo de negócios pode contar com essa certificação, inclusive pode-se dizer que é fundamental. Existem diversos níveis dentro do Business Intelligence e muitas instituições que oferecem. 

Um bom exemplo é a MCSA: BI Reporting, de ninguém mais e ninguém menos que Microsoft. É considerada uma das principais certificações neste ramo. Tem o objetivo de qualificar o profissional para habilidades de análise, visualização de dados através de programas a da empresa como Power BI e Excel. Custam a partir de US$ 100.

ANÚNCIO