9 carreiras para seguir pensando no público de idosos

A gente não precisa olhar para longe para ver que o número de idosos está crescendo no mundo todo. Se antes viver com mais de 60 anos era uma história de superação, atualmente viver com mais de 80 pode ser algo muito saudável.

E para unir essa questão da saúde com a qualidade de vida e um público formado pela terceira idade, o que se tem visto é que as profissões têm criado especializações e se adaptado para essa realidade. Como assim? Essas 9 carreiras respondem muito bem a isso.

ANÚNCIO
9 carreiras para seguir pensando no público de idosos
Foto: (reprodução/internet)

As 9 carreiras para ficar de olho

A verdade é que essas carreiras que vamos listar a partir daqui não traz muitas curiosidades porque todas estão focadas na área da saúde. E por que isso seria óbvio? Porque a gente precisa pensar que todo mundo precisa envelhecer com mais saúde.

9 carreiras para seguir pensando no público de idosos
Foto: (reprodução/internet)

Ou, em caso contrário, o processo de envelhecimento se tornará bem “pessimista”. Por exemplo, você vai querer chegar na fase da velhice com saúde para praticar esportes e lazer e fazer o que você gosta ou prefere ficar sem condições para isso?

É por isso que a área da saúde tem se torna imprescindível para esse envelhecimento da população. Mas, por outro lado, saiba que nem todas as profissões estão ligadas à saúde, o que pode ser, sim, uma curiosidade. Continue lendo e descubra tudo.

ANÚNCIO

9 – Cuidador de Idosos

Vamos começar pelo que é mais óbvio, o cuidador de idosos. E começamos por ele por vários pontos. Primeiro é que não é uma profissão que exige que a pessoa tenha uma graduação em medicina, com especialização e muito tempo de estudo, por exemplo.

9 carreiras para seguir pensando no público de idosos
Foto: (reprodução/internet)

Atualmente, a partir de alguns cursos rápidos e livres dá para se formalizar. Um segundo ponto é sobre observar que não é um tipo de trabalho que está ligado a doenças ou tratamentos e sim a questão social e do cotidiano.

Por exemplo, o cuidado de idosos é quem vai ajudar o idoso nas tarefas do dia a dia. e isso pode ser desde uma conversa durante a tarde até fazer um café coado ou ajudar na hora de tomar banho. E com o número de idosos crescendo, a profissão ganha destaque.

8 – Turismo

Essa é uma curiosidade. Mas, vamos combinar: nem tanto assim. Se antes passar o resto da vida viajando era um sonho, atualmente é uma realidade para muitos, e um sonho bem real. Afinal, você não precisa ter uma poupança tão cheia para isso.

9 carreiras para seguir pensando no público de idosos
Foto: (reprodução/internet)

Agora, como pensar nos lugares mais acessíveis ou em destinos baratos ou onde ficar no inverno? É pensando em todas essas dúvidas que o papel do profissional do turismo vai se tornar importante para o futuro. 

Afinal, você pode ser um velhinho que curte frio ou que gosta de praticar esportes na praia. Aliás, pode ser que você ame comer queijos e tomar vinho ou pode ser que não abra mão de uma cerveja gelada. Para cada público, uma melhor resposta haverá. 

7 – Nutricionista

Alguém que passa a vida toda comendo alimentos não saudáveis tem menos chance de sucesso na velhice. Ainda assim, ao chegar nessa fase, a pessoa terá que ter alguns cuidados diferentes porque o corpo vai exigir isso.

9 carreiras para seguir pensando no público de idosos
Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, é uma fase onde os músculos e os ossos se tornam mais frágeis. Portanto, o consumo de proteínas e cálcio se torna interessante. Em boa parte das vezes, a introdução de suplementos também se faz necessário porque o corpo já não atua como antes. 

O que se pode considerar a partir disso é que a área da nutrição terá cada vez mais importância para o público que quer viver mais e viver bem. Estamos falando sobre se alimentar de forma individual, pensando no que o seu corpo exige. 

6 – Educação Física

O educador físico, que hoje ganhou o nome de personal trainer porque executa um dos trabalhos mais importantes do mundo que é feito de forma individual, é aquele profissional que é focado na prática, na desenvoltura e na criação de exercícios físicos.

9 carreiras para seguir pensando no público de idosos
Foto: (reprodução/internet)

Ele pode atuar em vários lugares ou de forma autônoma e particular. O fato é que cada vez mais temos visto idosos que têm se dedicado aos treinos funcionais, físicos e até mesmo competitivos na terceira idade. E esse é um fato comprovado!

Se você pegar os jogadores de futebol, dá para notar que cada vez mais eles demoram para se aposentar. Nas corridas de rua, sempre tem uma parcela formada pelo público da terceira idade. O mesmo vale se você olhar nas academias, nas aulas de pilates, etc. 

5 – Psicologia

Para todas as profissões, mas especialmente na área da saúde, o que se sabe é que os idosos demandam de mais atenção. O motivo? Pode ser variado! Por exemplo, eles possuem mais fragilidade física. Do lado psicológico, isso também vale porque quererem mais atenção.

9 carreiras para seguir pensando no público de idosos
Foto: (reprodução/internet)

Desse modo, um psicólogo que consiga atender um idoso de forma assertiva, calma, seletiva e agradável vai ser um psicólogo de sucesso nos próximos anos. E isso vem desde quando se estuda o número crescente da população da terceira idade. 

Outro ponto interessante é que com o advento da internet, alguns estudos têm mostrado que a população jovem de hoje em dia é uma das que mais vai sofrer com valores e questões psicológicas no futuro. Portanto, está aí uma grande tendência de profissão para o futuro.

4 – Fisioterapia

A fisioterapia é uma daquelas profissões que não é focada no idoso. Pelo menos, não por enquanto. Porém, quando se fala e avalia clínicas de tratamentos de reabilitação, estúdios de pilates e até mesmo centros de atividades físicas, a gente vê um grande público de idosos.

9 carreiras para seguir pensando no público de idosos
Foto: (reprodução/internet)

Portanto, dá para pensar em uma certa especialização nessa área. Afinal, passar exercícios para alguém que está com mais 60 anos não é o mesmo que passar exercícios para um jovem de 20 e poucos anos, concorda? São cuidados diferentes. 

Um ponto positivo é que os cursos de fisioterapia são gerais, mas permitem especializações e pós-graduação. Outra coisa é que também permite um trabalho autônomo ou que esteja ligado a outros lugares, como centros, estúdios, clínicas, hospitais, etc. 

3 – Enfermagem

Essa é uma profissão que, por enquanto, não é tão dedicada aos cuidados dos idosos. Porém, pode ser. E pode ser quando a gente avalia que existem muito mais clínicas de cuidados com os idosos do que existia antes. 

9 carreiras para seguir pensando no público de idosos
Foto: (reprodução/internet)

Ou quando paramos para ver que os enfermeiros podem trabalhar de forma autônoma, em hospitais, em clínicas, em estúdios de treinamento, em centros de reabilitação, em casas de repouso e muito mais. Logo, é uma profissão bastante importante desde sempre. 

Para um futuro não muito distante, acredita-se que o enfermeiro que se especializar no cuidado com os idosos vai ter um campo aberto no mercado de trabalho. Afinal, conhecer as características desse público pode ser essencial para o sucesso da profissão. 

2 – Terapeuta Ocupacional

Dentro da própria área da medicina – ou da saúde – um terapeuta ocupacional tem papel importante na hora de capacitar ou ajudar o paciente e se capacitar para atuar com base em suas atividades diárias, sejam elas físicas, cotidianas, psicológicas ou quaisquer outras. 

9 carreiras para seguir pensando no público de idosos
Foto: (reprodução/internet)

Ele é quem vai ajudar na busca terapêutica de formas e situações para que o paciente consiga ter uma melhor qualidade de vida. Ou, pelo menos, vai em busca de tratamentos que auxiliam em uma retomada de saúde nos aspectos sociais, físicos, emocionais, psicológicos.

É como se fosse uma parte totalmente prática dos tratamentos que são recomendados para esse público. É uma conversa, um passeio no parque, uma atividade didática. Assim, é legal que essa pessoa seja capacitada e tenha condições de fortalecer a saúde mental do paciente.

1 – Gerontologia

É claro que essa é uma especialização dentro da medicina que tem tudo a ver com os idosos. Afinal, estamos falando sobre o profissional que lida com os cuidados, as dificuldades, os estudos, as indicações, as recomendações, as avaliações dos idosos.

9 carreiras para seguir pensando no público de idosos
Foto: (reprodução/internet)

Por isso, é vista como uma das áreas que mais deve ganhar destaque nos próximos, a se considerar que o público de idosos está crescendo em todo o mundo. O gerontologo é aquele que trabalha de forma multidisciplinar com o processo de envelhecimento e suas dimensões.

Uma curiosidade é que ele está cada vez mais ligado a outras áreas da qualidade de vida do ser humano, como a vida social, a vida psicológica e não apenas a vida mental, como era antigamente. Afinal, todas as dimensões fazem parte de um processo natural saudável.

É preciso ter curso?

Só para concluir o texto, ao ler cada uma das carreiras, você pode ter ficado com dúvida sobre a formação. Saiba que a maioria delas exige sim um curso de graduação, que pode variar de 4 até mais do que 6 anos, se houver especialização.

E outros casos, os cursos podem ser mais baratos e mais rápidos também, como existe o curso técnico de enfermeiro ou o curso de cuidador de idosos. Há ainda de se pensar que em muitas vezes, a experiência de vida conta. Mas, o estudo é uma forma de comprovar conhecimento. 

ANÚNCIO